Entre as décadas de 1920 e 1960, as marchinhas reinavam soberanas nos carnavais brasileiros e apesar de surgirem em Recife, foi no Rio de Janeiro que elas ganharam destaque nacional. Da pioneira Ó Abre Alas, de Chiquinha Gonzaga – gravada em 1899, até A Banda, de Chico Buarque – composta em 1966, as marchinhas se sofisticaram, incluíram novos equipamentos musicais, trataram diversos temas do cotidiano brasileiro, sem perder, contudo, uma de suas características mais peculiares: transmitir alegria aos foliões. É nessa praia que navega Os Marchistas. Com novas canções e releituras para antigos sucessos, a banda traz a cadência do ritmo, o deboche da letra e a alegria de quem vai fazer a festa e pretende preservar este patrimônio cultural imaterial que são as marchinhas de carnaval. A banda é composta por Tenison Del Rey (cantor, compositor e produtor musical, um hit-maker do Axé Music), Marcelo Quintanilha (cantor, compositor e publicitário paulista) e Thathi (cantora, guitarrista e compositora).


Leave a Reply